quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Saiba quais os cuidados na gravidez para evitar excesso de peso


A gravidez é um momento de muita felicidade para as mulheres, mas também de bastante preocupação. Uma delas é com o aumento do peso. Mas é preciso cuidado pra que não haja excessos na tentativa de manter a boa forma.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Veja como é possível escolher sexo do bebê


Muitos casais acreditam que é possível escolher o sexo do bebê. Para isso, investem em algumas manias estranhas. Veja o que dizem os especialistas.

Fonte: RJ no Ar, 20/12/2011.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

domingo, 18 de dezembro de 2011

Dicas para evitar estrias na Gravidez

Estrias são desesperadoras para as gestantes, mas é fácil evitar. As estrias surgem quando a pele estica de forma muito intensa e as suas estruturas (colágeno e elastina) não conseguem suportar a pressão, rompendo-se e dando origem a uma espécie de cicatriz.

Na gravidez, as estrias costumam surgir à partir do 6 mês e as principais causas estão ligadas a predisposição genética e o ganho excessivo de peso. As áreas mais afetadas costumam ser a barriga e os seios.

Dicas para prevenir-se das estrias:

Dica 1: Evite engordar muito. Na gestação é comum, natural e até necessário o ganho de peso, mas atenção para não perder a linha. Os médicos recomendam que a mulher deve chegar à 40 semanas (9 meses) com um aumento de 9 a 12Kg a mais do que tinha antes de engravidar.

Dica 2: Use sutiã de sustentação com alças largas.

Dica 3: Escolha uma calcinha com cintura alta, especialmente projetadas para mulheres grávidas. Estas calcinhas dão maior resistência à pele do abdômen.

Dica 4: Use cremes com propriedades nutritiva e hidratante, específicos para prevenir estrias, é um ótimo aliado, pois a pele desidratada torna-se mais susceptível às rupturas.

Mas atenção: O uso desses cremes pode desenvolver em algumas mulheres um problema na pele chamado foliculite. Trata-se de uma inflamação do folículo piloso (local de onde nascem os pêlos). Essa inflamação é ocasionada por produtos que criam uma área de oclusão dificultando a saída do pelo e de sebo. Nesse caso suspenda o uso e procure um dermatologista para te orientar sobre qual o melhor tratamento para você.

Dica de ouro para evitar estrias na gravidez:

Mistura para fazer um creme caseiro contra estrias:
1 bisnaga de hipogloss pequena
1 vidrinho de óleo de amêndoas de boa qualidade
1 ampola de arovit (vitamina A)
1 hidratante bem grosso

Misture tudo e ponha em um pote grande. Depois é só espalhar nas regiões mais propícias ao aparecimento de estrias, todos os dias, após o banho (e sempre que achar a pele meio seca), mas evite passar nos mamilos.

Um detalhe: A mistura pode manchar um pouco os tecidos da calcinha e sutiã.

Fonte: http://www.gestantes.net/dicas-para-evitar-estrias-na-gravidez/

sábado, 17 de dezembro de 2011

Na 20 semana de gravidez


Seu bebê está ganhando peso, e mede agora cerca de 17 centímetros, do alto da cabeça até o bumbum, sem contar as pernas, que costumam ficar bem flexionadas. Uma substância espessa e gordurosa, chamada verniz caseoso ou vérnix, envolve todo o bebê e protege a pele da imersão no líquido amniótico. Essa camada também ajuda no parto normal. O bebê está engolindo mais líquido esta semana, num bom treino para o sistema digestivo. Depois que ele bebe o líquido, o corpo dele absorve a água e transfere o restante para o intestino grosso.

Uma boa maneira de se preparar para o parto e conhecer suas opções é fazer um curso pré-natal. Mesmo que você não seja marinheira de primeira viagem, esse tipo de aula pode trazer novas contribuições. É bom se planejar para ter concluído o curso com 37 semanas, quando a gestação terá chegado a termo, e o trabalho de parto poderá começar a qualquer momento.

Tome um cuidado especial para obter ferro suficiente na alimentação. Seu bebê precisa dele para produzir glóbulos vermelhos, entre outras coisas. Se você não está tomando um suplemento vitamínico, pergunte ao seu médico se há necessidade, e não se esqueça de comer alimentos ricos em ferro, como carne vermelha magra, frango, peixe, lentilha e espinafre.

Obs: Segundo os especialistas, cada bebê se desenvolve do seu jeito -- mesmo dentro do útero. O objetivo destas páginas sobre desenvolvimento fetal é dar uma idéia geral de como o feto cresce dentro da barriga.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Pediatra orienta como cuidar adequadamente do bebê em caso de refluxo


A morte de bebê levantou uma discussão e a preocupação dos pais sobre esse risco. A pedriata, Isa Keila Amaral, explica como proceder em casos semelhantes.

Fonte: MTTV 1ª Edição - Cuiabá

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Fernanda Pontes: "Amamentar é o grande segredo da boa forma"


A apresentadora conta como se divide entre as tarefas da casa, de mãe o trabalho depois do nascimento de Maria Luiza. "Engordei 13 Kg na gravidez. Eu comia o que tinha vontade, mas pensava antes: 'para que?"

sábado, 10 de dezembro de 2011

Na 19ª Semana de gravidez


O feto mede por volta de 15 centímetros da cabeça até o bumbum e pesa aproximadamente de 240 gramas.

Seu bebê já começou a engolir o líquido amniótico, e os rins continuam produzindo urina. O cabelo está começando a aparecer.

O desenvolvimento sensorial chega ao auge esta semana. Os neurônios ligados a cada um dos sentidos -- paladar, olfato, audição, visão e tato -- estão se desenvolvimento em suas áreas específicas do cérebro.

A produção de células nervosas diminui, e as células já existentes aumentam de tamanho e formam conexões mais complexas. Se você está esperando uma menina, ela tem mais ou menos 6 milhões de óvulos nos ovários. Quando nascer, esse número terá diminuído para por volta de 1 milhão.

Você chegou à metade da gestação! Agora que está entrando na 20.ª semana, seu útero chega até o umbigo, e deve crescer cerca de um centímetro por semana. Essa medição normalmente é feita pelo médico com uma fita métrica nas consultas.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Teste da orelhinha avalia a saúde dos bebês


Desde agosto de 2010, o teste da orelhinha é obrigatório e gratuito em todas as maternidades do país. A saúde do ouvido deve ser testada nas primeiras 24 horas de vida do bebê. A cada mil crianças, três apresentam alguma deficiência para ouvir.

Fonte: Bem Estar, 24/11/2011

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Pesquisa avalia saúde dos bebês e gestantes no ES

Pesquisa realizada em Vitória mostra que maioria das gestações não é planejada e a grande maioria das mulheres grávidas não toma as vitaminas necessárias.



Fonte: Bom Dia ES, 05/12/2011.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Calor na gravidez: veja dicas para amenizar sintomas


Em dias quentes, os incômodos da gravidez costumam se acentuar. Inchaço nas pernas, pressão baixa, calor excessivo e manchas na pele são algumas das queixas de futuras mães durante o verão. Mas, seguindo algumas orientações, é possível curtir o momento especial em qualquer época do ano.

1. Micoses e assaduras
Especialista em reprodução humana, o ginecologista Márcio Coslovsky, do Centro de Medicina Reprodutiva Humana-Huntington, explica que micoses, acne e assaduras não são problemas associados ao calor. “Esse tipo de queixa é frequente entre as gestantes e pode acontecer em qualquer época do ano. Filtro solar, higiene pessoal adequada e roupas confortáveis costumam resolver a maior parte dos casos”, diz o médico.

2. Pressão baixa
O calor intenso do verão pode fazer a pressão arterial da gestante cair. Para evitar a chamada hipotensão, que causa tontura e fraqueza, o ginecologista Márcio Coslovsky recomenda a ingestão de líquidos e a elevação das pernas. “Além de água, a gestante pode consumir bebidas isotônicas e água de coco, que repõem os eletrólitos perdidos com o suor”. Os autores do livro “A Bíblia da Gravidez“ (Editora CMS, 408 páginas, R$149) alertam que as crises de tontura também podem indicar pressão do útero sobre vasos sanguíneos importantes ou baixos níveis de açúcar no sangue, a chamada hipoglicemia. Para evitar a tontura, consuma carboidratos complexos - como pães, massas, arroz, cereais e leguminosas - em todas as refeições; procure levantar da cadeira devagar e evite deitar de costas, priorizando a posição de lado.

3. Alimentação
Não é por que está muito quente que a grávida deve evitar se alimentar. É preciso investir em nutrientes importantes para o bebê – que vão além da saladinha. “Gestantes devem seguir um cardápio mais leve durante os nove meses. É preciso priorizar vitaminas e minerais, encontrados em frutas e legumes, e proteínas, encontradas em carnes e vegetais, como a soja”, explica Márcio Coslovsky.

4. Enjoo
O ginecologista Márcio Coslovsky explica que o calor não costuma agravar os enjoos. “Náuseas e enjoos são mais comuns no primeiro trimestre, independente do clima”. Mas, caso sinta mais incômodo durante o verão, siga as dicas extraídas da “Bíblia da Gravidez”: se o enjoo piora durante a escovação dos dentes, troque a marca do creme dental; faça pequenas refeições várias vezes ao dia para evitar que o estômago fique vazio; chá de gengibre pode resolver o problema para algumas gestantes; use faixas de compressão para os pulsos, comercializadas em farmácias e lojas especializadas; balas de limão podem aliviar os sintomas, caso o incômodo esteja relacionado com o excesso de salivação, comum nessa fase.

5. Inchaço
Os autores da Bíblia da Gravidez explicam que o inchaço costuma surgir no fim do dia, após longos períodos em pé ou sentada, principalmente em dias muito quentes. Geralmente, o problema surge nos pés, tornozelos, mãos e dedos. Variar a posição, usar roupas confortáveis e meias de compressão são algumas dicas extraídas do livro para contornar o desconforto. “Também recomendo repouso e elevação das pernas para estimular a circulação sanguínea”, orienta o ginecologista Márcio Coslovsky. Fique atenta: se vier acompanhado de pressão alta, o problema também pode indicar pré-eclampsia, que coloca mãe e bebê em risco.

6. Manchas
Os hormônios em ebulição são responsáveis pelo surgimento de manchas amarronzadas durante a gravidez. Chamadas de cloasma, costumam aparecer ao redor das bochechas, nariz e olhos. O cuidado com o sol ameniza o seu surgimento. De acordo com Márcio Coslovsky, “para evitar as manchas, é preciso usar filtro solar durante toda a gestação”.

7. Calor intenso
A temperatura corporal da gestante já é naturalmente elevada, o que pode aumentar o desconforto durante o verão. O ginecologista Márcio Coslovsky recomenda evitar a expor prolongada ao sol nos dias mais quentes, inclusive para a prática de exercícios físicos. “Nos dias mais quentes, ingira bastante líquido e evite roupas apertadas. No fim do dia, é necessário repousar, elevando as pernas em um ambiente confortável e arejado“, diz o médico. Ele explica que, na intenção de amenizar o calor, algumas grávidas usam hidratantes que conferem uma sensação “geladinho” na pele, mas os ingredientes do produto podem ser perigosos para gestantes. “Esses cremes costumam conter cânfora e mentol na fórmula, substâncias proibidas para grávidas, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O ideal é usar hidratantes leves ou próprios para gestantes”, recomenda o médico.

Fonte: http://gnt.globo.com/maes-e-filhos/dicas/Calor-na-gravidez--veja-dicas-para-amenizar-sintomas.shtml

sábado, 3 de dezembro de 2011

Na 18ª Semana de gravidez


Nos fetos de sexo feminino, os ovários já estão diferenciados. Os testículos, nos fetos masculinos, iniciam sua descida para a bolsa escrotal. Os primeiros movimentos do bebé poderão ser sentidos apartir desta semana. O bebé já pesa aproximadamente 150 gramas e mede de 12,5 a 14 cm de comprimento. O bebé já pode ouvir os batimento cardíacos e outros barulhos que o sangue faz a correr pelo cordão umbilical. O peso ideal para a mãe serão apenas 5 kg.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Como aliviar as indesejáveis dores nas costas?

A gravidez é marcada por um período de intensas mudanças músculo-esqueléticas, fisiológicas e emocionais.

À medida que a gestação progride, o útero aumenta de tamanho, os músculos abdominais distendem ao máximo, o trabalho respiratório aumenta (porque a capacidade pulmonar tende a diminuir) e ainda há uma influência hormonal (progesterona e relaxina) significativa sobre tendões e ligamentos em geral, deixando-os mais frouxos em função de toda a preparação do corpo para o evento do parto.

“Com todas essas alterações, o centro de gravidade da gestante é desviado para cima e para frente, especialmente pelo crescimento do abdome e das mamas, provocando o aumento da lordose lombar e mesmo da região cervical, na tentativa de equilibrar esse eixo. Os ombros tendem a ficar voltados na direção do peito em função do crescimento das mamas. Além disso, na tentativa de levar o centro de gravidade para uma região mais posterior, é comum a transferência do peso para os calcanhares”, afirma Jacqueline Bertagna do Nascimento, coordenadora do serviço de fisioterapia e reabilitação postural do Instituto Paulistano de Neurocirurgia e Cirurgia da Coluna Vertebral.

A especialista elenca algumas dicas que podem evitar ou pelo menos atenuar as dores nas costas durante o período que traz incômodos para as futuras mamães, mas são compensados por momentos de bem-estar e felicidade:

* Mantenha sob controle o aumento de seu peso, ele deve ser compatível com sua altura e com a média estabelecida pelo obstetra (entre 9 – 12Kg);

* Prefira usar saltos mais baixos e sapatos mais confortáveis que não prejudiquem o retorno da circulação, evitando assim indesejáveis inchaços e não predispondo às instabilidades que podem levar a lesões por entorses de tornozelo ou mesmo quedas;

* Evite levantar-se bruscamente e não carregue muito peso para não afetar a coluna lombar. Não permaneça por longos períodos na mesma posição, e, ao longo do dia, busque alternar a postura sentada com a postura de pé;

* Antes de levantar-se da cama, faça movimentos circulares com os pés e com as mãos para preparar as articulações. Após, deitar-se de lado, procure apoiar o tronco sobre o cotovelo e leve as pernas para fora da cama, evitando levantar-se flexionando o tronco para frente a fim de não prejudicar a região abdominal e a coluna vertebral;

* No ambiente de trabalho ou mesmo em casa, quando sentada, mantenha a coluna ereta e bem apoiada no espaldar da cadeira. A fim de conseguir ficar nessa posição, pode-se usar um pequeno travesseiro para o apoio da lombar;

* Toda vez que houver necessidade de abaixar-se para pegar um objeto, dobre os joelhos, abra as pernas, encaixe a barriga entre elas e após levantar-se faça uma força efetiva sobre as pernas, sem sobrecarregar a coluna;

* Procure dormir em colchões mais rígidos, preferencialmente fique de lado, com um travesseiro para apoio da cabeça, alinhando a coluna vertebral, e outro entre os joelhos. Já no final da gestação, quando a circunferência abdominal está maior, pode ser usado um terceiro apoio para a barriga, o que lhe trará mais conforto;

* Pratique atividade física leve/ moderada como caminhadas: é fundamental para manutenção cardiovascular da gestante bem como para o seu bem-estar desde que bem orientadas pelo obstetra ou mesmo pelo fisioterapeuta;

* O repouso é fundamental para a gestante e este deve ser feito diariamente, em local tranquilo e buscando a elevação dos pés. Isso proporcionará uma melhora da circulação sanguínea e reduzirá os inconvenientes dos inchaços nos pés e nas pernas;

* A prática de terapias corporais como a Reeducação Postural Global (RPG) e mesmo a fisioterapia clássica trazem alívio das dores lombares durante a gestação e podem reduzir consideravelmente as chances desses inconvenientes perturbarem a gestante nessa fase em que as mulheres vivem de forma plena.

Fonte: http://semprematerna.uol.com.br/gravidez/gestantes-como-aliviar-as-indesejaveis-dores-nas-costas

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Chris Flores lança livro para as mamães de primeira viagem

Na estréia como escritora, Chris Flores tem como missão orientar mães, principalmente grávidas, a cuidar da saúde e do bem-estar delas e do bebê, além de tornar prazerosa a relação entre elas e os filhos.

O livro está dividido em quatro partes, fases pelas quais a gestante passa:


Estou grávida. E agora? – Sintomas, pré-natal, atividades físicas, vida sexual, alimentação, moda e beleza, escolha do parto e gravidez semana a semana (o que ocorre com a mãe e o bebê).

Preparando o ninho – Escolha do nome, orçamento doméstico, decoração do quarto do bebê, chá de bebê, enxoval, escolha da maternidade e confecção do livro de boas-vindas.


Recuperação pós-parto – Os cuidados da mulher após o nascimento do bebê; moda e beleza, alimentação ideal, atividades físicas, depressão pós-parto e vida sexual.

Um bebê em casa – Escolha do pediatra, exames essenciais, vacinação, choro, fralda, higiene, sono, chupeta, amamentação, alimentação, tabela de curva de crescimento, dentição, primeiras experiências, fala, babá x avó x berçário, gêmeos, primeiro aniversário e vida social da mãe.


O livro é cheio de dicas e orientações para as mamães. Muitos famosos e fãs da apresentadora participaram do lançamento do livro.


Serviço:
Livro: Um bebê em casa
Autora: Chris Flores
Editora: Panda Books
Assunto: Mães, bebês, família, saúde
Páginas: 128
Preço: R$ 27,90

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Tirando as dúvidas sobre como cuidar do primeiro filho

NBlogs tira as dúvidas sobre como cuidar do primeiro filho
As recomendações para cuidar de um bebê vão mudando ao longo do tempo. Novas pesquisas criam novas orientações e pais de primeira viagem têm muito o que aprender.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Pesquisa mostra quais são os nomes mais populares no Brasil

Segundo o estudo, 13,3 milhões de mulheres se chamam Maria. O segundo nome mais popular é José, com 7,7 milhões. Mas a preferência vem mudando de um tempo para cá.

Confira lista dos 50 nomes mais populares:
1. Maria -13.356.9652
2. José - 7.781.5153
3. Antônio - 3.550.7524
4. João - 2.988.7445.
5. Francisco - 2.242.1466
6. Ana -1.996.3777
7. Luiz - 1.541.8958
8. Paulo- 1.416.7689
9. Carlos - 1.384.20110
10. Manoel -1.334.18211
11. Pedro - 995.25412
12. Francisca - 853.59013
13. Marcos - 823.73814
14. Raimundo - 821.24215
15. Sebastião- 798.62716
16. Antônia -672.40017
17. Marcelo - 628.13818
18. Jorge - 587.67019
19. Márcia- 557.34720
20. Geraldo - 530.05021
21. Adriana - 529.77822
22. Sandra - 497.97123
23. Luis - 492.20824
24. Fernando - 489.14225
25. Fabio - 481.79026
26. Roberto- 480.69527
27. Márcio- 471.90628
28. Edson - 467.80629
29. André - 465.48430
30. Sérgio - 462.39731
31. Josefa - 453.63632
32. Patrícia - 446.00133
33. Daniel - 439.82634
34. Rodrigo - 438.08335
35. Rafael - 432.35636
36. Joaquim - 431.59437
37. Vera - 430.68338.
38. Ricardo - 423.61639
39. Eduardo - 417.27740
40. Terezinha - 409.12041
41. Sônia - 403.70242.
42. Alexandre - 403.11443
43. Rita - 396.90144
44. Luciana - 390.50745
45. Cláudio - 390.10446
46. Rosa - 385.63447
47. Benedito - 378.68048
48. Leandro - 378.13649
49. Raimunda - 372.67250
50. Mário - 364.589

sábado, 26 de novembro de 2011

Na 17ª Semana de gravidez

Seu bebê está agora com quase 13 centímetros da cabeça até o bumbum, e pesa por volta de 140 gramas. O esqueleto é formado por uma cartilagem ainda flexível, que vai ficar mais rígida com o tempo. Uma substância protetora chamada mielina começa a envolver aos poucos a medula espinhal.

Com a ajuda de um estetoscópio especial, já dá para escutar os batimentos cardíacos do bebê. Poucas coisas são mais reconfortantes e emocionantes que ouvir o ritmo acelerado do coraçãozinho do bebê. Você terá chance de ouvi-lo em todas as consultas do pré-natal.
Por causa do crescimento do útero, seu centro de gravidade foi modificado, e, portanto, é bem provável que você esteja se sentindo meio desequilibrada. Tome cuidado e prefira sapatos de salto baixo

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

As Grávidas não estão livres das varizes

Na gravidez a possibilidade de aparecer varizes aumenta, o que preocupa as mulheres. O problema vascular, além de prejudicar a estética, pode causar graves danos à saúde, como o aparecimento de edemas linfáticos e tromboses superficiais e até mesmo profundas (coágulos que têm a capacidade de percorrer a corrente sanguínea chegando ao pulmão, onde pode causar entupimento – embolia pulmonar – complicação que pode causar a morte).

O principal fator de risco é a herança genética mas, obesidade, sedentarismo, trabalhos que demandam muito tempo em pé ou sentado e alterações hormonais também podem acarretar o problema. Quando devidamente diagnosticada, o médico responsável escolhe qual o melhor tratamento para a paciente. Geralmente são indicados meias elásticas, repouso com pernas para cima, medicamentos, balanceamento do peso e exercícios físicos.

Além disso, inchaços, alteração na coagulação do sangue e dilatação nos vasos sanguíneos aumenta a chance da gestante ter varizes.


“Com o passar dos meses e o consequente crescimento do bebê, as mamães irão sofrer aumento da pressão abdominal e compressão da principal veia de ligação das pernas com o coração e pulmão. Isso propicia dificuldade no retorno do sangue dos membros inferiores. Com o fluxo menor as veias ficam sobrecarregadas e quem que já possui varizes pode ter o quadro agravado.”, explica o Dr. Alexandre Trevisan, cirurgião vascular.

O tratamento para as grávidas vai depender de cada caso, mas, devido às limitações terapêuticas, não é o mesmo feito fora da gestação e a cirurgia também não é recomendada.

Fonte: http://semprematerna.uol.com.br/gravidez/as-gravidas-nao-estao-livres-das-varizes

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Série do Fantástico sobre gravidez: sofrendo com enjoos


Substâncias produzidas pelo útero durante a gravidez são consideradas estranhas para o cérebro, o que provoca as náuseas. Os hormônios também deixam as gestantes mais sensíveis, a ponto de se sentirem enjoadas com o cheiro do pai da criança.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Na 16ª Semana de gravidez

Feto: está completamente formado. Tem em torno de 18cm e pesa cerca de 80g. O rosto do nenê está totalmente formado e ele já começa a fazer caretas. Agora seus cabelos são visíveis. Sua pele é tão fina que, por translucidez, já se vêem os ossos. Gestante: devido à produção de leite, os seios crescem mais, ficam mais pesados e quentes. Você está entrando no 4º mês de gestação. Por conta dos desconfortos do 1º trimestre algumas mulheres perdem o apetite sexual, mas agora começa um período mais tranqüilo e você poderá voltar ou até mesmo intensificar as atividades sexuais com seu parceiro. Não se preocupe com a segurança do nenê, pois o ato sexual é normal, a não ser que seu médico tenha lhe recomendado abstinência. Para as mulheres que já não sentem mais enjôos, o apetite agora vai ser redobrado, por isso, fique ligada na quantidade e qualidade dos alimentos que vai ingerir. O recomendado é que, entre as refeições, você consuma alimentos com baixas calorias como cenoura, iogurtes, sucos e frutas.
O bebê tem agora, mais ou menos, o tamanho de um pêra. Alguns sistemas mais avançados do corpo, como o circulatório e o urinário, estão funcionando. Muitos bebês brincam com o cordão umbilical nesta fase.


Você deve ter engordado até agora algo entre 2,5 e 4,5 quilos. O crescimento do útero pode provocar pontadas devido à expansão do abdome. Esse tipo de dor geralmente é temporária, mas saiba que o aumento do útero sobrecarregará suas costas. É importante cuidar da postura para como proteger a coluna e evitar a pressão e dores. Esta é uma ótima hora para pensar em uma viagem, caso você tenha tempo e dinheiro. As viagens no segundo trimestre costumam valer a pena, já que você já deixou para trás o enjôo e o cansaço dos primeiros meses e ainda não chegou na fase de se preocupar com um parto prematuro. E também é uma boa chance de aproveitar a vida a dois antes de a família crescer. Se você pensa em ir de avião, é melhor conferir as políticas de viagem para grávidas nas companhias internacionais para ter certeza de até quando a empresa aérea vai permitir que você viaje.

Dicas úteis
Tenha o hábito de fazer um lanchinho saudável diariamente, e lembre-se de tomar uma boa quantidade de líquidos -- de 6 a 8 copos por dia, para evitar a desidratação.

Fonte: http://brasil.babycenter.com/stages/0116/

domingo, 20 de novembro de 2011

O peso saudável para você nesta etapa de sua gravidez é...

O corpo tem mudanças a cada semana. O mesmo ocorre com o peso. A nutrição, os desejos, o trabalho, o estresse, o exercício; todos estes são fatores que afetam o aumento de peso. Mas, quando é que o aumento de peso pode ser excessivo? Qual é o aumento de peso apropriado para o seu organismo?

Durante a gravidez, é importante controlar devidamente o aumento de peso para evitar complicações. Por exemplo, um aumento de peso insuficiente poderia causar má nutrição e, ao mesmo tempo, um aumento excessivo poderia dar origem a uma diabetes relacionada com uma gravidez (diabetes gestacional) e/ou causar problemas durante o parto. Caso você esteja grávida, o seu médico lhe recomendará o aumento de peso ideal durante a sua gravidez.

 Utilize este sistema para controlar o seu aumento de peso e mantê-lo dentro dos limites saudáveis à medida em que a sua gravidez se desenvolve.

Acesse ao site e confira: http://boasaude.uol.com.br/tools/weight.cfm

sábado, 19 de novembro de 2011

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Brasileiras se tornam mães cada vez mais tarde

A taxa de fecundidade de mulheres com mais de 30 anos aumentou. O Censo mostra ainda que o número médio de filhos por mulher caiu para 1,86. A pesquisa sugere que os nascimentos são cada vez mais planejados.


Fonte: Jornal Hoje, 17/11/2011

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Papai não é mamãe


O pensamento politicamente correto contaminou a paternidade e exige dos homens um desempenho equivalente ao das mulheres no cuidado com os filhos. Mas isso vai contra os fatos da biologia.

Em um mundo em que homens e mulheres trabalham e as famílias foram reduzidas ao núcleo formado por casal e filhos – com o resultado de que avós, tias e primas atuam cada vez menos como "segundas mães" –, é mesmo necessário ter uma participação maior do pai nos serviços domésticos.

Esquentar a mamadeira, preparar a papinha, trocar a fralda e dar banho no bebê são atividades, entre muitas outras, que um pai pode perfeitamente desempenhar. Mas há excessos na concepção mais difundida de paternidade moderna. O principal deles é equiparar pai e mãe na capacidade de suprir as necessidades físicas e afetivas dos filhos. A influência que o pai pode ter sobre seus rebentos, especialmente quando eles ainda são bebês, é limitada por fatores biológicos. Forçá-lo a agir como se pudesse substituir a mãe pode ter efeitos devastadores.

Fonte: http://veja.abril.com.br/091209/papai-nao-mamae-p-100.shtml

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Como cresce seu bebê

O Tamanho e peso do bebê desde a 8ª semana Os valores que são apresentados são a média do tamanho e peso dos bebês durante cada semana de gravidez. Não se preocupe se o seu bebê mede mais ou menos que os valores apresentados. Até à 20ª semana o bebê é medido da cabeça a nadega, partir da 20ª semana já é medido da cabeça ao pé.

Idade -Comprimento (cm)  Peso (g)
              (cabeça a nadega)
8 semanas 1.6 cm  1 grama
9 semanas 2.3 cm 2 gramas
10 semanas 3.1 cm 4 gramas
11 semanas 4.1 cm 7 gramas
12 semanas 5.4 cm 14 gramas
13 semanas 7.4 cm 23 gramas
14 semanas 8.7 cm 43 gramas
15 semanas 10.1 cm 70 gramas
16 semanas 11.6 cm 100 gramas
17 semanas 13 cm 140 gramas
18 semanas 14.2 cm 190 gramas
19 semanas 15.3 cm 240 gramas
20 semanas 16.4 cm 300 gramas
                    (cabeça ao pé)
20 semanas 25.6 cm 300 gramas
21 semanas 26.7 cm 360 gramas
22 semanas 27.8 cm 430 gramas
23 semanas 28.9 cm 501 gramas
24 semanas 30 cm 600 gramas
25 semanas 34.6 cm 660 gramas
26 semanas 35.6 cm 760 gramas
27 semanas 36.6 cm 875 gramas
28 semanas 37.6 cm 1005 gramas
29 semanas 38.6 cm 1153 gramas
30 semanas 39.9 cm 1319 gramas
31 semanas 41.1 cm 1502 gramas
32 semanas 42.4 cm 1702 gramas
33 semanas 43.7 cm 1918 gramas
34 semanas 45 cm 2146 gramas
35 semanas 46.2 cm 2383 gramas
36 semanas 47.4 cm 2622 gramas
37 semanas 48.6 cm 2859 gramas
38 semanas 49.8 cm 3083 gramas
39 semanas 50.7 cm 3288 gramas
40 semanas 51.2 cm 3462 gramas
41 semanas 51.7 cm 3597 gramas
42 semanas 51.5 cm 3685 gramas
43 semanas 51.3 cm 3717 gramas


Fonte: http://cibelehs.wordpress.com/2010/07/19/como-cresce-o-seu-bebe/

domingo, 13 de novembro de 2011

Equipamento japonês simula gravidez em homens

E se os homens também pudessem engravidar? Foi o que pensou o pesquisador japonês Takayuki Kosaka. Ele criou um equipamento com uma tecnologia que simula as sensações da gravidez. A barriga eletrônica imita até os chutes do bebê.

O equipamento, chamado de Mommy Tummy, é capaz de simular cada etapa da gravidez, do primeiro ao nono mês de gestação, período em que a mãe e o bebê criam um vínculo natural que vai durar por toda a vida.

A experiência, até então nunca vivenciada pelos homens, vem da intenção de Kosaka mostrar o quanto é difícil, cansativo e doloroso esperar um bebê.

O aparelho inovador foi produzido no Instituto de Tecnologia de Kanagawa, que fica a uma hora da capital Tóquio. É composto por um colete e uma bolsa plástica, ligada ao computador. A bolsa contém água a 37º, a mesma temperatura do líquido amniótico que envolve o bebê no útero da mulher.

Em alguns minutos, a barriga atinge 12kg, o peso do último estágio da gestação. A tela do computador mostra o bebê fictício em cada fase da gravidez. O simulador custa R$ 7.000 e por enquanto só pode ser utilizado dentro do instituto de pesquisa.

Então, rapazes, encarariam essa?


Fonte: http://noticias.r7.com/saude/noticias/equipamento-japones-simula-gravidez-em-homens-20111112.html

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Você sabia que 15% da população mundial é infértil?


A infertilidade atinge 1 a cada 5 casal. Mais Você mostra a história da jornalista que fez 12 fertilizações in vitro e dá informações sobre onde fazer através da rede pública

Fonte: Mais Você, 11/11/2011

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Na 15ª Semana de gravidez


A cabeça do bebê já está bem segura sobre um pescoço bem formado, em vez de diretamente sobre seus ombros. Esta semana deve estar começando a crescer sobrancelhas e cílios.
O cabelo também começa a crescer e, com algum estilo bem criativo. Sua pele ainda é muito fina. Suas veias podem ser vistas através da pele. Uma fina camada de pêlos, chamada de lanugo, cobre o corpo do bebê. Geralmente desaparece ou diminui consideravelmente antes do nascimento. Apesar dos olhos do bebê estarem fechados e selados, eles já são sensíveis à luz. Seus olhos e ouvidos finalmente estão características reais agora.
Os olhos continuam a se mover para o centro da face mas ainda estão bem longe um do outro.Nesse período, em um ultrasom você poderá ter a sorte de vê-lo chupando o dedinho (polegar). Enquanto seu bebê estiver praticando sucção e deglutição ele poderá também soluçar. Ele soluça quando engole um pouco de líquido amniótico e além de normal soluçar um pouco faz bem para o bebê, não se preocupe! Você saberá quando ele está soluçando pois sentirá um pulinhos. Os ossos do seu bebê estão agora retendo bastante cálcio. Durante o próximo mês, seu bebé irá crescer mais rapidamente do que nunca, por isso, certifique-se de carregar alimentos nutritivos e fluidos (água, sucos,...) suficiente para apoiar o seu crescimento. A medida de seu bebê esta semana, da cabeça ao bumbum, deve variar entre 93 e 103mm. E ele vai estar pesando umas 55g.

Fonte: http://saude.fok.com.br/gravidez/semana-15.html

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Famosas dão dicas de gravidez e maternidade



Angélica conta curiosidades sobre a maternidade

A apresentadora diz que ter filhos é como voltar a ser criança e explica como cuida da alimentação de Joaquim e Benício.
Fonte: Mãe & Cia, 08/11/2011

domingo, 6 de novembro de 2011

Dicas para usar suas calças jeans durante a gravidez

Uma dica é transformar o velho jeans que se tem no guarda-roupa, adaptando para essa nova fase… Existem dois truques: o do alargador e o do elástico. O alargador, é bem conhecido lá fora como Belly Belt e funciona assim:

Fonte: Blog Mamãe Moderna

sábado, 5 de novembro de 2011

Na 14ª Semana de gravidez


Da cabeça até o bumbum, seu bebê mede cerca de 9 centímetros de comprimento e pesa em torno de 45 gramas.
O corpo agora cresce mais rápido que a cabeça. Esta semana, a pele, fina como um papel de seda, cobre-se de lanugo (um pêlo finíssimo e macio que costuma desaparecer antes do nascimento).
As sobrancelhas e o cabelo começam a surgir, mas o cabelo pode mudar de cor e de textura depois que o bebê nascer. Nesta fase, o feto consegue fazer os movimentos de agarrar, franzir as sobrancelhas, fazer caretas e ficar vesgo. Talvez saiba até chupar o dedo.
Os pesquisadores acreditam que esses e outros movimentos correspondam ao desenvolvimento de impulsos no cérebro. Se você ainda não fez a medição da translucência nucal, o período ideal para realizar o exame termina esta semana. Pelo ultra-som, o médico mede a espessura de uma dobra no pescoço do bebê, para detectar sinais de síndrome de Down ou outros problemas congênitos.
Talvez seu obstetra recomende a realização de uma amniocentese entre a 15a e a 18a semana de gravidez. A indicação costuma ser feita para mulheres com mais de 35 anos ou com histórico de problemas genéticos, mas é a família que decide se ela deve ser feita ou não.
• Obs: Segundo os especialistas, cada bebê se desenvolve do seu jeito- mesmo dentro do útero.

Fonte: http://brasil.babycenter.com/pregnancy/desenvolvimento-fetal/14-semanas/#continua

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

O Renascimento do Parto - Promocional



O filme "O Renascimento do Parto" retrata a grave realidade obstétrica mundial e sobretudo brasileira, que se caracteriza por um número alarmante de cesarianas ou de partos com intervenções traumáticas e desnecessárias, em contraponto com o que é sabido e recomendado hoje pela ciência. Tal situação apresenta sérias conseqüências perinatais, psicológicas, sociais, antropológicas e financeiras. Através dos relatos de alguns dos maiores especialistas na área e das mais recentes descobertas científicas, questiona-se o modelo obstétrico atual, promove-se uma reflexão acerca do novo paradigma do século XXI e sobre o futuro de uma civilização nascida sem os chamados "hormônios do amor", liberados apenas em condições específicas de trabalho de parto.

Com a participação especial do cientista Michel Odent, do ator e diretor de cinema Márcio Garcia e sua esposa, a nutricionista Andréa Santa Rosa.

Fonte: http://www.renataolah.com.br/

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Fraldas reutilizaveis - veja como se usam



Quando um bebé nasce, gasta cerca de 8 fraldas por dia, o que dá 240 fraldas num mês. Em 6 meses, dá 1440 fraldas.
A partir 6 meses, em princípio, já gastam menos fraldas. Se considerarmos 4 fraldas por dia, dá 720 fraldas dos 6 aos 12 meses. Do 1º ao 2º ano, se considerarmos 2 fraldas por dia, dá mais 720 fraldas. Em 2 anos: 2280 fraldas (normalmente acaba por se gastar ainda mais fraldas do que estas), 30 pacotes de fraldas descartáveis (com uma média de 75 fraldas cada).

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Veja as novidades em acessórios para bebês


Os acessórios garantem o conforto para os pais, mas também precisam garantir a segurança e a saúde das crianças. Veja como utilizar os modernos acessórios

Hoje em Dia, publicado em 01/11/2011.

domingo, 30 de outubro de 2011

Na 13ª Semana de gravidez


O seu bebê pode fechar a mão e até mesmo chupar o seu polegar nesta semana...

Outros excitantes desenvolvimentos incluem:

Umas das mudanças marcantes agora é que a cabeça do feto diminui a velocidade de crescimento em comparação com o corpo. Suas medidas estão ficando cada vez mais proporcionais.

As pálpebras do bebê já devem estar fundidas para proteger os olhos à medida que desenvolvem. Seu crânio e de ossos estão se solidificando, portanto logo logo as costelas podem aparecer. Os intestinos do bebê estão finalmente no lugar onde devem estar - dentro da barriga dele e não no lado de fora junto ao cordão umbilical. Os alvéolos do bebê estão todos carregados e e os dentes estão quase prontos para nascerem há uns seis ou sete meses após o bebé nascer (causando, ao bebê, uma grande quantidade de dor e, a você, muita perda de sono).

Suas cordas vocais e a laringe estão concluídas. Porém ele não será capaz de fazer qualquer som ainda, isto porque as ondas sonoras viajam através do ar e o bebê está imerso em líquido amniótico.

É possível agora determinar o sexo do bebê, olhando para os genitais externos, se estivermos olhando bem de perto (através do ultra-som o sexo pode ser determinado com certeza em torno da 16ª semana, então pode ser que você ainda não consiga ver).

A medida de seu bebê esta semana, da cabeça ao bumbum, deve variar entre 65 e 78mm. E o seu peso vai estar em torno de 13 e 20g.


Fonte: http://saude.fok.com.br/gravidez/semana-13.html

sábado, 29 de outubro de 2011

Maternidade usa redes de tecido para acalmar os bebês


Uma maternidade de Maceió encontrou uma solução para acalmar os bebês. Berços e incubadoras ganharam pequenas redes que são usadas para melhorar o sono dos recém-nascidos.
Fonte: Jornal Hoje, 22/10/2011

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

A importância da vacinação para os recém-nascidos



No Estilo & Saúde, a apresentadora Amanda Françozo recebeu o presidente da Sociedade Brasileira de Imunização para falar sobre a importância da prevenção de doenças em bebês prematuros.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Acessório que virou febre entre as mães do mundo todo

Baby sling


O conceito não é novo, mas só agora o produto virou febre na maioria dos países ocidentais. O acessório fashion se tornou a grande sensação entre as mamães modernas de todo o mundo. O chamado sling, palavra de origem inglesa, significa pendurar e é um modo da mãe carregar o filho como se ele ainda estivesse no útero materno, mas com a visão totalmente voltada para o mundo.

Tummy Tub

Veja mais aqui no site.

domingo, 23 de outubro de 2011

Estudo indica que estresse da mãe afeta bebê no útero

O estresse de uma mãe pode afetar seu bebê ainda no útero, produzindo efeitos a longo prazo na vida da criança, sugerem pesquisadores alemães.

A equipe da Universidade de Kontanz, na Alemanha, observou que houve alterações biológicas em um receptor de hormônios associados ao estresse em fetos cujas mães estavam sob tensão intensa - por exemplo, por conviverem com um parceiro violento.

As alterações sofridas pelo feto podem fazer com que a própria criança seja menos capaz de lidar com o estresse mais tarde. Essas alterações foram associadas, por exemplo, a problemas de comportamento e doenças mentais. As conclusões, baseadas em um estudo limitado feito com apenas 25 mulheres e seus filhos - hoje com idades entre 10 e 19 anos -, foram publicadas na revista científica Translational Psychiatry.

Os pesquisadores fazem algumas ressalvas: eles explicam que as circunstâncias das mulheres que participaram desse estudo eram excepcionais, e que a maioria das mulheres grávidas não seria exposta a graus tão altos de estresse durante um período tão longo.

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/07/110719_estresse_mae_feto_mv.shtml

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

TV Xuxa: Mães de Primeira Viagem

Priscila Fantin e Dani Suzuki

Programa de 23/04/2011

Taís Araújo e Letícia Birkheuer

Programa de 07/05/2011

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Dicas de compras para o enxoval



Ao planejar a lista de enxoval do bebê deve-se levar em consideração em que estação do ano a criança vai nascer, frio, calor, outono etc. Pois se for na época de calor não haverá necessidade de acumular muitas mantas e cobertores. E temos que lembrar, que o recém-nascido se desenvolve muito depressa e muitas roupinhas podem nem ser usadas por não servirem mais.

O enxoval do bebê poderão ser comprados aos poucos no decorrer da gestação, mas algumas mamães dão preferência de fazer a compra tudo de uma só vez, ou as vezes deixam alguns acessórios como: carrinho, berço e outros nas proximidades da chegada da criança.

Existem algumas dicas que poderão ajudar a montar o enxoval do bebê sem gastar muito. O ideal é comprar o enxoval do bebê até o final do sexto mês, porque quanto mais vai se aproximando o parto, a grávida vai ficando mais indisposta, para percorrer lojas e também temos que levar em conta que o bebezinho pode antecipar sua chegada.

Lista de enxoval do bebê


Fonte: http://mulheresgravidas.net/lista-de-enxoval-do-bebe/

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Designers investem em móveis para crianças

Eles precisam ter o tamanho adequado, mas algumas novidades em móveis para crianças também estimulam o desenvolvimento infantil. Assista ao vídeo e conheça esse trabalho.



Hoje em Dia RJ, publicado em 17/10/2011.

domingo, 16 de outubro de 2011

Inicie um ritual diário para estabelecer um elo com o bebê


Pense diariamente no bebé e no tipo de mãe que quer ser.

Diane Sanford, psicóloga clínica especializada na adaptação na gravidez e após o parto, incentiva as mulheres a dedicar dois períodos de 5 a 10 minutos por dia a pensar no bebé.

Logo ao acordar e antes de ir dormir funciona bem para muitas grávidas. Durante estes períodos, sente-se descontraidamente e pouse suavemente as mãos sobre a barriga. Concentre-se na sua respiração e depois comece a pensar no bebé (as suas esperanças e sonhos, as suas intenções como mãe, etc.). É uma óptima forma de iniciar o processo de criação do elo com o bebé e ajuda a pensar no tipo de mãe que pretende ser.

sábado, 15 de outubro de 2011

Antiga técnica de enrolar bebê no cueiro



Antiga técnica de enrolar bebê no cueiro ajuda a acalmá-lo e alivia cólicas

Toda mãe de primeira viagem já deve ter recebido da própria mãe, da sogra ou de qualquer outra mulher mais experiente na arte da maternidade uma dica certeira para aliviar a cólica do bebê e fazê-lo parar de chorar. Pois uma técnica muito popular há algumas décadas e esquecida pelas mães mais jovens pode, sim, ser eficaz: envolver o bebê no cueiro.

A técnica consiste em enrolar o bebê em uma mantinha, formando uma trouxinha que o mantenha imobilizado.(...) Nos Estados Unidos, o pediatra Harvey Karp ganhou popularidade ao divulgar um método para acalmar bebês que resgata a técnica do cueiro. Em seu livro, publicado no Brasil com o título "O Bebê Mais Feliz do Pedaço" (Planeta), atualmente esgotado, ele defende que, para fazer o bebê parar de chorar, são precisos cinco passos, dos quais o primeiro é enrolá-lo em uma mantinha --o cueiro justinho faria com que o bebê se lembrasse da vida intra-uterina e se sentisse seguro e aquecido.

De acordo com o obstetra Luiz Fernando Leite, das maternidades Pro Matre e Santa Joana, o cueiro ajuda a diminuir as cólicas porque aquece o corpo do bebê, incluindo o intestino. Além disso, o calor remete o bebê ao ambiente do útero, no qual a temperatura costuma ser de aproximadamente 35ºC. "Imobilizada e quentinha, a criança relaxa, gasta menos energia, seu metabolismo diminui e ela fica calma", afirma Leite.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u379112.shtml

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Voz da mãe ativa o cérebro do bebê


Cientistas mostram que aquele papo que você tem com o seu filho desde quando ele está em sua barriga estimula áreas do cérebro responsáveis pelas habilidades motoras na fala

Você provavelmente nunca pensou que o som da sua voz, além de acalmar o seu filho, é capaz de ativar partes do cérebro dele responsáveis pela aquisição da linguagem. Mas essa foi a constatação de pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas aplicaram eletrodos na cabeça de 16 bebês enquanto dormiam e pediram para a mãe fazer um curto som da vogal A. Na sequência, repetiram o exercício com uma enfermeira, que também é mãe. Quando a mãe da criança avaliada falou, o exame mostrou claramente reações no lado esquerdo do cérebro, em especial no processamento da linguagem. Por outro lado, quando a enfermeira falou, o que o lado que reagiu foi o direito, responsável pelo reconhecimento de sons e timbres da voz.

Para Antonio Carlos de Farias, neurologista pediátrico do Hospital Pequeno Príncipe (PR), o estudo constata algo que já era conhecido na neurociência. “Esse impacto que a voz da mãe exerce no cérebro do bebê começa ainda quando ele está no útero. Por isso, ao nascer, já é capaz de distinguir a voz da mãe das demais”, diz. Segundo os cientistas da Universidade de Montreal, a pesquisa sugere que a mãe é a iniciadora primária da linguagem do filho.

E se você pensa que é preciso um estímulo especial para ajudar o bebê nas habilidades da fala, saiba que só o fato de você passar a mão na sua barriga, dar bom dia para o seu filho e depois com ele desde pequeno manter um diálogo gostoso já é suficiente para provocar reações que vão ajudar no desenvolvimento de regiões do seu cérebro. Da próxima vez que alguém se espantar quando ouvir você batendo um papo com o barrigão, já sabe o que responder!

Fonte: Revista Crescer

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Saiba como não engordar durante a gravidez

Programa Atração recebe a nutricionista Lizandri Rangan, coordenadora do serviço de nutrição e gastronomia do Hospital Leforte, em São Paulo, para ensinar gestantes a manter o corpo e se alimentar da maneira saudável durante a gravidez.

Fonte: Publicado em 12/10/2011

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Rotina e sono das crianças: quanto eles precisam dormir?

Notas do livro “Healthy Sleep Habits, Happy Child”, de Mark Weissbluth, MD

Recém-nascido: 1 Semana
- Bebê dorme bastante, 15-18 horas/dia
- Geralmente em intervalos de 2-4 horas
- Não há padrão de sono

2 a 4 semanas
- Sem tabela de horários, permita que o bebê durma quando precisa
- Bebê provavelmente não dormirá por periodos longos à noite
- O maior período pode ser de 3-4 horas

5 a 8 semanas
- Bebê está mais interessado em brinquedos e objetos
- O maior período de sono começa a aparecer regularmente nas primeiras horas da noite
- O período mais longo é de 4-6 horas (menos se tem cólicas)
- O bebê “fácil” tem períodos mais regulares
- Ponha-o para dormir aos primeiros sinais de cansaço
- Ponha-o pra dormir: não mais que 2 horas acordado
- Após acordar pela manhã já está pronto para soneca somente 1 hora depois
- O bebê vai se distrair mais facilmente, então precisa de um lugar quieto pra dormir
- Crie uma rotina de atividades que acontecem antes de cada soneca e da hora de dormir à noite
- Sinais de extrema fadiga: irritável, puxa o próprio cabelo, bate na própria orelha

3 a 4 meses
- A necessidade é maior de um lugar calmo e quieto para dormir, pois o bebê se distrai mais facilmente
- Não deixar o bebê acordado por mais de 2 horas (alguns agüentam somente 1 hora)
- 6 semanas de vida é quando o período de sono mais longo deve ser preferencialmente à noite (não de dia)
- O maior período de sono é somente de 4-6 horas
- Comece a colocar o bebê para dormir antes dele começar a ficar irritado ou sonolento

4 a 8 meses
- O sono do bebê se torna mais como o do adulto, com período inicial de não-REM
- A maoria acorda entre 7 da manhã, mas geralmente entre 6-8.
- Se o bebê acordar antes das 6 é bom colocar para dormir após mamar e trocar a fralda
- Não é possível mudar a hora que o bebê acorda de manhã colocando-o para dormir mais tarde
- Comidas sólidas antes de dormir tambem não resultam em acordar mais tarde
- O período acordado de manhã deve ser de cerca de 2 horas para bebê de 4 meses e 3 horas para bebês de 8 meses
- Então a soneca da manhã é por volta das 9 horas para a maioria
- Tenha um período tranqüilo e quieto, parte da rotina de dormir, com duração máxima de 30 minutos. Essa rotina deve começar 30 minutos ANTES do fim do período que o bebê fica acordado
- Um soneca só é restauradora se é de 1 hora ou mais, algumas vezes 40-45 minutos conta, mas 1 hora ou mais é o ideal
- Conte com outra soneca após 2-3 horas acordado
- Evite mini-sonecas no carro ou parque
- Não deixe o bebê tirar uma sonequinha para compensar uma soneca perdida
- Se o bebê tira a soneca quando deveria estar acordado, bagunça a rotina acordado/dormindo
- A Segunda soneca é geralmente entre meio-dia e 2 da tarde (antes das 3)
- Deve durar 1-2 horas
- Uma terceira soneca poderá ou não ocorrer, se ocorrer será entre 3-5 da tarde e geralmente bem rápida
- A terceira soneca desaparece por volta dos 9 meses de idade
- A hora de dormir ideal é entre 6-8 da noite, decida pelo quanto a criança está cansada
- Empregue uma rotina antes da cama com a mesma seqüência de eventos toda noite, assim a criança começará a predizer o que vem a seguir, ou seja, o sono
- A criança poderá acordar de 4-6 horas depois para mamar, algumas estarão com fome mas outras vão dormir direto, depende do indivíduo
- Uma Segunda mamada podera’ ocorrer por volta de 4-5 da madrugada,

9 a 12 meses
- A maioria dos bebês dessa idade realmente precisam de 2 sonecas/dia com duração total de 3 horas de sono
- Por o bebê pra dormir à noite mais cedo permitirá que ele durma até mais tarde de manhã (em alguns casos não )
- Rotina usual: acorda às 6-7 da manha, soneca da manhã 9:00, soneca da tarde 1:00 (antes das 3 pra não atrapalhar com o sono da noite), dormir à noite entre 6-8 pm
- Se o bebê que dormia à noite toda começar a acordar, tente antecipar a hora de dormir gradualmente de 20-20 minutos.

12 a 21 meses (1 ano a 1 ano e 9 meses)
- Muda de 2 sonecas para 1 soneca/dia, total duração de sono 2 horas e meia
- Se a mudança para 1 soneca é difícil, tente por na cama mais cedo, a criança poderá tirar 2 sonecas num dia e 1 no outro até estabilizar

Leia mais: http://kikadepano.com/rotina-e-sono-das-criancas-quanto-eles-precisam-dormir/

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Nova técnica ajuda a acalmar o bebê


Desenvolvida por um pediatra americano, a técnica consiste em reproduzir as sensações do ventre para ativar o reflexo da calma no bebê.

Fonte: Mãe & Cia, 13/09/2011

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Suplemento vitamínico-mineral durante e depois da gravidez

Durante a gravidez, o corpo da mulher passa por diversas alterações fisiológicas e tem um aumento na demanda de nutrientes de 20% a 30%, que ajudarão no crescimento do feto e na produção do leite.

O problema é que, nesse período, normalmente esses nutrientes não são fornecidos somente pela dieta e, se nenhuma atitude preventiva for adotada, estudos indicam que aproximadamente 75% das gestantes poderão sofrer déficit de pelo menos uma vitamina. O estado nutricional das mulheres é um dos fatores mais importantes para uma gestação saudável e, consequentemente, para o bom desenvolvimento fetal.

A deficiência de vitaminas e minerais no período pré-natal pode causar uma série de problemas graves. Nas mães pode provocar anemia, hipertensão, aumento de mobimortalidade e complicações no trabalho de parto. Já nos bebês pode causar retardo do crescimento intrauterino, malformações congênitas, desenvolvimento anormal de órgãos e redução de imunocompetência (capacidade de produzir anticorpos).

Um dos aliados das mamães para suprir as necessidades nutricionais e evitar complicações é o suplemento vitamínico-mineral (como por exemplo o Damater), indicado para os períodos de pré-concepção, gestação e amamentação.

Vejam na tabela abaixo a lista de vitaminas e minerais essenciais na gravidez e pós-parto:

Fonte: http://zazou.com.br/blog/?p=4834

Eliana mostra o seu filho pela primeira vez

Programa Eliana, em 09/10/2011


sábado, 8 de outubro de 2011

Na 10ª Semana de gravidez


Começa o período fetal. O embrião agora é chamado de feto. Seu comprimento varia de 30 a 42mm e seu peso aproximado é de 5g.

Cerca de 250 mil novos neurônios são produzidos a cada minuto. O coração está pronto. Os olhos deslocam-se para frente e os dedos começam a separação.

Já se passou a fase crítica de malformações congênitas, mas fique sempre atenta, pois drogas e raio-X ainda atrapalham o desenvolvimento do feto.

Através da ultra-sonografia é possível medir a translucência nucal, exame que pode indicar o diagnóstico de Síndrome de Down.

O corpo da mamãe está mais redondo, a glândula tireóide está maior devido ao aumento de hormônios. Isso provoca sensibilidade, irritação e choro fáceis.

Por outro lado, o mal estar como os enjoos e azia diminuem.

Fonte: http://guiadobebe.uol.com.br/10a-semana-de-gravidez/

****

Se você manteve seus hábitos alimentares, deve ter engordado 400 gramas. Isso mesmo, só 400 gramas, pois habitualmente você não engordaria dois quilos por mês!

Sua gravidez ainda não é aparente e você não sente o bebê mexer. Se você procurou uma nutricionista para seguir uma dieta balanceada, muito bom! Não faça dietas da moda, nem siga dicas de amigas, sogra, mãe e comadres. Muitas gestantes cortam o carboidrato para não engordar, mas tanto o carboidrato como a gordura são importantes para a formação do feto e para a mãe durante toda a gestação.

Fonte: http://delas.ig.com.br/filhos/gravidez/9a12semana/p1237504877087.html

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Veja qual o melhor som para acalmar os bebês

A internet está cheia de vídeos que mostram crianças que só se acalmam quando ouvem a música preferida. O Fantástico levou a uma escola brasileira a trilha sonora que bomba nos vídeos estrangeiros.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Novidade para as grávidas: personal gestante


O personal trainer já é conhecido nas academias, mas agora surge uma novidade, o personal gestante. O atendimento é especial para gestantes. O mercado está em crescimento. O profissional pode ser educador físico, fisioterapeuta e nutricionista.

Fonte: http://noticias.r7.com/videos/novidade-para-as-gravidas-personal-gestante/idmedia/4e5ec19d3d14fef7faf9d331.html

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

O ultra-som ao longo da gravidez

A verdade seja dita: não há exame mais esperado durante a gravidez do que a ultra-sonografia. É ela que revela o sexo do bebê, que mostra todos os dedos, que estima peso e altura. Para satisfazer tanta curiosidade dos pais (e também ser útil para o médico acompanhar o desenvolvimento do feto), deve ser realizada em diferentes momentos da gravidez.

Ultra-som vaginal
Um dispositivo chamado transdutor é colocado na vagina. Nesse caso, a ultra-sonografia mostra o tempo de gravidez, o crescimento fetal e se o embrião está alojado no útero. Indicada a partir da 5ª semana, quando dá para visualizar o saco gestacional.

Translucência nucal
Com o aparelho de ultra-som posicionado no abdome ou na vagina, mede-se o acúmulo de líquido na nuca do feto. O ideal é que esteja abaixo de 2,5 milímetros. “O aumento da medida da prega da nuca está associado ao risco mais elevado de síndrome de Down e a outras anomalias cromossômicas”, explica o obstetra Luiz Roberto Milano Silva, membro da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado de São Paulo. Indicada entre a 11ª e 14ª semana. Isso porque, depois desse período, o volume do líquido se altera e o exame perde sua validade.

Ultra-som morfológico
Com o aparelho sobre a barriga, avalia toda a anatomia e detecta mais de 85% das más-formações do bebê. É indicado entre a 20ª e a 24ª semana. “Nesse período, os órgãos já estão bem definidos, então é possível diagnosticar precisamente más-formações de pés, mãos, face, coluna, coração, trato urinário e diafragma”, afirma Luiz Roberto Milano Silva, membro da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado de São Paulo. É possível também, com quase 70% de acerto, determinar o sexo do bebê.

Dopplervelocimetria
Pelo abdome, permite a análise do fluxo de sangue pelas artérias e veias do bebê. Também averigua o peso e as condições da placenta e do líquido amniótico. Deve ser realizada em todos os exames de ultra-sonografia.

Ultra-som 3D

Vale como complemento ao ultra-som convencional. “Não é um exame fundamental em termos de avaliação do feto”, afirma o obstetra Marco Antônio Lenci, do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. É eficiente, no entanto, para detectar más-formações nas extremidades e no rosto, como a fenda labial. Indicada após a 34ª semana, fase em que, segundo os médicos, a imagem tem a melhor definição.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Dez mitos e verdades da gravidez




É quase automático:

basta uma mulher anunciar que está grávida para começarem as sugestões a respeito de como saber o sexo do bebê, a importância de satisfazer aos desejos por comidas as mais exóticas, as explicações para o fato de sentir muita azia e por aí vai. Com isso, a gestante recebe diversos conselhos, dos mais bizarros aos mais sérios.

No site do Bebe.com, você pode ler o que é mito e o que é verdade quando se trata dessas crenças populares, quanto a:

01. Azia significa que o bebê é cabeludo.
02. Depois de uma cesárea, não se pode mais fazer parto normal.
03. É arriscado fazer sexo durante a gravidez porque o pênis incomoda o bebê.
04. A mudança da Lua influencia o parto.
05. O formato da barriga indica o sexo do bebê: barriga pontuda é menino e barriga larga é menina.
06. Grávidas sentem mais calor.
07. A mulher deve comer bastante canja e canjica e beber cerveja escura para ter mais leite.
08. Se a mãe não comer o que deseja, a criança vai nascer com a cara do desejo.
09. As grávidas precisam comer por dois.
10. Ficar sem comer aumenta o enjoo.

Leia aqui: http://bebe.abril.com.br/gravidez/saude/dez-mitos-e-verdades-da-gravidez.php

Mitos e verdades sobre o parto

Parto normal dói muito? Se o cordão umbilical ficar enrolado no pescoço do bebê preciso fazer cesariana? Essas e outras dúvidas com relação ao parto povoam a mente de mulheres grávidas – ou que pretendem ter filhos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que apenas 15% dos nascimentos sejam cirúrgicos. No entanto, a taxa nacional chega a 40%.

“Medo da dor, receio de não encontrar o médico na hora necessária ou sair durante a madrugada para a maternidade são alguns dos motivos que levam as mulheres a temer o parto normal”, diz Cássio Sartorio, ginecologista e obstetra do Centro de Fertilidade da Rede D’Or.

Leia aqui: http://gnt.globo.com/maes-e-filhos/noticias/Mitos-e-verdades-do-parto-normal--especialistas-tiram-duvidas.shtml

Mitos e verdades da gravidez: especialistas respondem dúvidas frequentes

Grávidas podem tingir o cabelo? Inchaço sempre significa pressão alta? A gravidez é um momento único, mas também de muitos questionamentos. Com hormônios em ebulição, as futuras mamães precisam manter a calma para curtir as descobertas desta fase. As obstetras Juliana Bianchi e Maria Cristina Maiolino respondem as questões mais comuns em seus consultórios.

Leia aqui: http://gnt.globo.com/maes-e-filhos/noticias/Mitos-e-verdades-da-gravidez--especialistas-respondem-duvidas-frequentes.shtml

******

Quando o assunto é gravidez, todo mundo tem um palpite... mas o que é mito e o que é verdade sobre a gestação?

Fonte: Hoje Em Dia, em 15/02/2011

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

A escolha do sutiã adequando para as grávidas


Uma recente pesquisa mostrou de que aprox. 70% das mulheres usam o tamanho errado de sutiã, e pior ainda quando se tratam de grávidas, em especial durante sua primeira gestação, até pela falta de experiência prática por nunca terem passado por esta situação antes.

Infelizmente grande parte das mulheres não ainda não sabe dos efeitos nocivos para a saúde dos seios e do corpo ao deixar de lado o sutiã adequado para o tamanho dos seus seios.

A gravidez traz mudanças principalmente para os seios e isso se traduz em alterações hormonais afetando a sensibilidade e o crescimento dos seios, provocando inchaço e em alguns casos, o aparecimento de estrias.

O sutiã perfeito terá o tamanho correto de suas costas e dos seus seios e alças firmes e fortes para sustentar o peso das mamas.

Tenha em mente que o tamanho desta peça não será o mesmo usado antes da descoberta da gravidez e muito menos na fase pré e pós parto. É importantíssimo que a futura mãe aceite a mudança do corpo e atenda as necessidades de cada fase. Ela não estará apenas cuidando de si como também garantirá uma postura elegante.

Fonte: http://zazou.com.br/blog

Imagem: http://vilamulher.terra.com.br/voce-sabe-escolher-o-seu-sutia-9-6578805-143232-pfi-sublimestore.php

domingo, 2 de outubro de 2011

O desenvolvimento do bebê mês a mês

Em nenhum outro período da vida o ser humano faz tantas conquistas motoras, mentais e sociais quanto nos primeiros anos. São revoluções que encantam os pais

Primeiro mês

Nesse início de vida, o bebê não controla nem a musculatura dos olhos. De todos os seus sentidos, a visão é a menos desenvolvida, por não ter sido exigida durante a gestação. No recém-nascido, seu alcance é de 20 a 30 centímetros, mais ou menos a distância entre o rosto do bebê e o da mãe na hora da amamentação. A criança não consegue focalizar objetos além dessa medida. As imagens são embaçadas e duplas porque as duas retinas ainda não estão unidas. O bebê é míope. Para ajudar nesse avanço, coloque móbiles coloridos sobre o berço. O olhar do bebê é atraído por objetos em movimento e de cores contrastantes, como preto e branco. Aos 6 meses, a visão estará quase igual à de um adulto. A audição do recém-nascido, ao contrário, é tão boa quanto a dos pais, porque começa a se desenvolver a partir do quinto mês de gestação. O feto escuta os movimentos dos órgãos maternos. A batida do coração da mãe gera ruídos que podem alcançar 95 decibéis. Tanto barulho quanto o de um helicóptero em pleno vôo. Por isso, com apenas 3 dias, o bebê reconhece a voz da mãe e, em 20, emite sons em resposta ou vira a cabeça em direção ao barulho. Com 1 mês, ele registra a seqüência de palavras e, com 8 semanas, será capaz de demonstrar preferência pelo idioma materno. O paladar do recém-nascido também é aguçado. "Ele tem capacidade de distinguir o salgado, azedo, amargo e doce. Gosta mais do último", diz a pediatra Rosa Resegue. Segundo ela, logo nos primeiros dias o bebê reconhece o leite materno entre o de outros seios. Nesse início, pode mamar cerca de dez vezes ao dia e dormir de 20 a 22 horas. A alimentação e o sono entram aos poucos na rotina. Acordado, o bebê parece estabanado e assustado em seus movimentos. Ele não os controla, são reflexos involuntários.

Veja os outros meses clicando aqui, no site da Revista Crescer.

****

Um outro link que mostra o que acontece cada mês é este aqui, que você pode ver o documentário "Vida no Ventre" da National Geographic.

Como cresce o meu bebé (A gravidez semana a semana)

A gravidez dura 38 semanas contudo, clinicamente, contam-se sempre 40 semanas. Conta-se desde o 1º dia da tua última menstruação, uma vez que não se sabe ao certo a data da ovulação, que deverá ter ocorrido 2 semanas depois da menstruação. O bebé pode nascer duas semanas antes ou depois da data calculada, apenas 5% dos bebés nascem na data calculada pelo médico.

Aqui vais poder acompanhar o que se está a passar dentro de ti, como o teu bebé cresce e quais as alterações que vais sentindo. Para saberes a idade certa do bebé tens de tirar 2 semanas, assim, quando dizemos este é o teu bebé às 12 semanas, ele tem na realidade 10 semanas de vida.

Veja os videos aqui: http://www.federacao-vida.com.pt/gravidez/cresce/cresce.htm


sábado, 1 de outubro de 2011

Na 9ª Semana de gravidez


O tamanho do embrião deve ser do tamanho de uma uva, com cerca de 28mm e pesando cerca de 4g. Ele tem um tamanho desproporcional. Sua cabeça é bem maior em relação ao seu corpo, como seus membros superiores são maiores que seus membros inferiores.

Sua pele é tão fina quanto a pálpebra que cobre seus olhos. O clitóris se forma (caso o bebê seja do sexo feminino), mas ainda não é possível ver o sexo do bebê. Pescoço está bem desenvolvido assim como suas mãos, pés e orelhas.

As gengivas da mamãe podem dar uma amolecida, os cabelos ficam menos oleosos e a pele mais limpa. As roupas usuais já estão mais apertadas, precisando de novos sutiãs e roupas mais confortáveis.

As mamães podem apresentar problemas dentários durante a gravidez. Esses problemas sempre estiveram associados à falta de cálcio no organismo. Hoje se sabe que acontece uma alteração na saliva das gestantes por causa dos hormônios da gravidez que provocam cáries e sangramentos gengivais.

Fonte: http://guiadobebe.uol.com.br/09a-semana-de-gravidez/

*****

Viva! Você já pode fazer seu primeiro ultrassom, ver os membros em movimento e ouvir o coração do bebê. Para o médico esse exame é importante porque acerta a idade gestacional (caso tenha dúvida da data da última menstruação) e define se a gravidez é tópica (dentro do útero) e única (um feto).
Puxa, que emoção!!! Você pode gravar e acompanhar todo o desenvolvimento do bebê. Com certeza será um momento muito feliz!
Nesse período você pode sentir muito sono, estar mais distraída, por isso tenha cuidado ao volante em trajetos longos!
É normal sentir sono, ficar irritada, ter enjoos...

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Tomar sol na gravidez ajuda a prevenir doenças respiratórias no bebê


Estudo americano mostra que a vitamina D, que precisa do Sol para ser absorvida pelo organismo, fortalece o sistema respiratório da criança

Um estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, publicado na revista Pediatrics, mostrou que um alto nível de vitamina D em bebês pode prevenir infecções respiratórias durante a infância. Apesar de ser encontrada em vários alimentos (como fígado, ovos, carne, manteiga, peixes - inclusive os enlatados - e óleo de fígado de peixe), a vitamina D necessita do Sol para ser absorvida pelo organismo. Por isso, muitas crianças nascem deficientes desse nutriente.

Para chegar a esse resultado, os cientistas analisaram a concentração da vitamina no cordão umbilical de 922 recém-nascidos e acompanharam a quantidade da mesma até as crianças completarem 5 anos. Aquelas com baixos níveis de vitamina D apresentaram duas vezes mais chances de desenvolver infecções respiratórias comparadas àquelas com maior concentração do nutriente no sangue.

Os pesquisadores também notaram que a maioria dos bebês que nasceu durante o inverno tinha baixos níveis de vitamina.

“Considerando que as infecções respiratórias são a causa mais comum de asma, suplementos de vitamina D ajudam na prevenção, particularmente durante o outono e o inverno, quando os níveis de vitamina D caem e aumentam os casos da doença”, explica o especialista Carlos Camargo, que conduziu o estudo.

A Sociedade Brasileira de Pediatra recomenda o uso de suplementos de vitamina D a partir do 15º dia de vida. Após o primeiro mês, você pode levar o bebê para passeios curtos ao Sol, de preferência até às 10 e após às 16h, para estimular a absorção da vitamina.

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI199877-17326,00.html

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Novas fraldas de pano dispensam o alfinete e são melhores para o meio ambiente

As novas fraldas de pano já vêm no formato certo e são fechadas com botões. São vários modelos que ganharam também estampas transadas. As mães que aderiram às fraldas de pano garantem que elas são confortáveis para os bebês. Veja a reportagem.



Fonte: Hoje em dia Rio, 29/09/2011

Estar grávida é...


- Ler 50 vezes o resultado positivo do exame para ter certeza que está correto.
- Ficar chocada ao saber que uma gestação dura 40 semanas e não nove meses como todo mundo diz por aí.
- Se pegar imaginando, por horas, como será os olhos, os cabelos e a pele do filho que vai chegar.
- Torcer, e muuuuuuito, para que ele nasça perfeitinho.
- Nunca mais dizer 'ai, se fosse meu filho!' quando encontrar uma criança tendo acessos de birra no corredor de um shopping center.
- Sair na rua e só enxergar mulheres grávidas.
- Ter sono, muito sono.
- Esperar ansiosamente pelo dia do ultrassom, e assim que sair de lá, esperar ansiosamente pelo próximo!
- Aprender a enxergar o filho nas manchas de uma ultra-sonografia.
- Ler muito sobre gravidez.
- Ir ao shopping e desejar apenas coisinhas para o filho.
- Torcer para ficar barriguda.
- Ficar muito esquisita e descobrir uma incrível capacidade de sentir todas as emoções em uma hora, da alegria descontrolada ao mau humor sem fim.
- Acordar várias vezes de madrugada para fazer xixi.
- Reparar que seu marido fica muito mais interessante como pai do seu filho e perceber que foi o único homem capaz de te presentear com tamanha alegria.
- Acreditar num mundo melhor.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Famílias cobram indenizações por erros no atendimento a grávidas

Gravidez e parto são momentos que exigem cuidado. Médicos, hospitais e planos de saúde podem ser punidos na Justiça por falhas cometidas durante o parto.


Fonte: Jornal Nacional, 26/09/11

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Música faz bem ao bebê que ainda está no útero materno

Música faz bem ao corpo e à alma.

Durante a gravidez, os benefícios vão além. “As músicas escutadas pela mãe e o bebê, durante a gravidez, podem se tornar uma ferramenta importante, após o nascimento. Ao reconhecer o som que ouvia enquanto estava no útero, a criança fica mais calma. As cólicas diminuem, ela para de chorar e dorme melhor”, explica a fisioterapeuta Vania Maciel, diretora do Espaço Corporal Vania Maciel, no Rio de Janeiro.

Diretora da A Casa da Música, na Bahia, e especialista em musicalização de bebês, Melissa Lima conta que fetos de seis meses já reagem a estímulos sonoros. Nessa fase também já é possível rastrear possíveis deficiências auditivas. “É onde tem início o processo de educação da criança. Ao nascer, estudos mostram que o bebê traz consigo a memória auditiva de, pelo menos, quatro meses”, completa. E não é preciso colocar fones de ouvido na barriga. “O melhor é estabelecer um ritual, onde os pais apreciam juntos uma pequena seleção musical, associada à troca de carinho. Conversar com a criança, ainda na barriga, também estimula os vínculos afetivos com o filho”, recomenda.

Não existe som ideal, mas é preciso bom senso
Vania ressalta a importância de uma trilha sonora própria. “Não existe um estilo ideal, mas é certo que a mulher precisa gostar do que está ouvindo. Pode ser a música preferida do casal, uma canção de ninar ou rock. O importante é que a trilha sonora induza ao estado de elevação. Só assim ela vai alterar positivamente sua respiração, os batimentos cardíacos e o movimento do diafragma, que são percebidos pelo bebê”, complementa.

Melissa reforça a importância do bom senso na seleção musical, quando há a intenção de preparar o ambiente sonoro. “Pesquisas em musicoterapia constataram que quanto mais tranquila a música, maior será seu efeito calmante sobre o feto. Por outro lado, quanto mais alto e forte for o som, mais intenso será o diálogo entre a vibração do meio líquido intrauterino e o bebê”, orienta.

Música também pode ser útil durante a amamentação

Segundo Vania Maciel, a trilha sonora selecionada e apreciada durante a gestação pode ser útil na hora de amamentar.

Melissa reforça a importância da dedicação: “A mulher precisa estar inteiramente disponível para nutrir seu bebê, não somente com o leite materno, mas também com carinhos e olhares. Uma boa música pode promover maior qualidade a esse ambiente sutil de trocas”.



A musicoterapeuta Martha Negreiros enfatiza que não existe uma música certa para escutar durante a gravidez, o que é importante é o ritmo e a melodia, que fazem bem ao bebê.

Fonte: http://gnt.globo.com/assuntos/gravidez.shtml

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A gravidez por dentro das primeiras 9 semanas

Na semana seguinte à fertilização, o óvulo fecundado avança até o útero. Ele agora se chama blastocisto e é menor que a cabeça de um alfinete.

Em poucos dias, as células do zigoto formam grupos distintos. As células de dentro darão origem ao bebê. As do lado externo formarão a bolsa amniótica e a placenta. O blastocisto perde então sua camada protetora e se implanta na parede do útero. É a nidação.

Na quinta semana de gravidez, o bebê tem o tamanho de uma sementinha de gergelim. As células que estavam no interior do blastocisto se organizam. O embrião começa a tomar forma. Surgem os primeiros órgãos.

A pele do bebê é transparente, e dá para ver o cérebro e a medula espinhal.

Nesta fase, o sistema circulatório do bebê também se forma, e é aí que o coraçãozinho começa a bater.

Por enquanto, o bebê se parece mais com um girino que com um ser humano. Ele recebe nutrientes e oxigênio pelo cordão umbilical. O cordão está ligado à placenta, que acabou de se formar.

Na nona semana, o embrião perde a pequena cauda que tinha, e fica cada vez mais parecido com uma pessoa. Já tem braços e pernas, dedinhos, boca, nariz, olhos e o princípio das orelhas.

O bebê tem agora o tamanho de uma uva, e pesa apenas alguns gramas.

É incrível como uma única célula pode se transformar tão rápido na inconfundível silhueta de um bebezinho.

Assista ao video:

Veja mais videos aqui.